web 3.0

Web 3.0 ou “the internet of things”

Já ia saindo, mas não resisto.
Vale a pena checar e refletir sobre o que pode vir a ser ” a internet das coisas” com a inteligência da internet incorporada aos produtos que podem então ser entendidos como processo.
Segundo o blog a smarter planet (da IBM, muito esperta no tema) “um dos princípios fundamentais por trás de um planeta mais inteligente é o conceito de instrumentação, segundo o qual os objetos inanimados podem ser inbuidos com sensores e conectados sem fio à internet. Isso possibilita que nós, seres humanos, nos comuniquemos com objetos inanimados.”
Parece peça de ficção científica, mas é real, imagine como isso afeta nossa visão sobre os produtos e nossa tomada de decisão na hora de consumir?
Imagine enxergar a rede por trás da produção de algo? Ou se foi produzido de forma destrutiva, ou transportado inadequadamente?
Óbvio que isso facilita muito a vida das indústrias e sua capacidade de monitoramento da cadeia de suprimentos. Resta saber quanto acesso teremos nós, consumidores, a essa informação, ou que tipo de informação será incorporada aos produtos.

Sobre o backstage técnico desse tipo de inovação, veja em http://docarmocosta.wordpress.com uma explicação bem didática. “Esse é o caminho da web 3.0, os sistemas começam a se voltar para a intersecção dos softwares e dados, fazendo com que as informações sejam partilhadas e modificadas por todos envolvidos no sistema.”

imagem do blog docarmocosta

imagem do blog docarmocosta